Mais de 100 pessoas sofrem violações e violência física

Mais de uma centena de pessoas de uma localidade na zona leste da República Democrática do Congo foram vítimas de violações e outro tipo de violência física entre 10 e 12 de Junho, revelaram os Médicos Sem Fronteiras, citados pela France Prese.

"As nossas equipas assinalaram na quarta-feira mais de 100 pessoas que foram vítimas de violações ou de violência física entre 10 e 12 de Junho na localidade de Nyakiele", declarou à France Presse Megan Hunter, chefe da missão holandesa dos Médicos sem Fronteiras.

Segundo disse à France Presse o deputado regional Jean Marie Ngoma, mais de 60 mulheres que vivem naquela localidade foram vítimas de violações cometidas por militares do exército congolês dirigido por um coronel, após terem sido levadas para um centro militar.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG