Presidente de Cabo Verde chega a Timor-Leste

O Presidente de Cabo Verde, Jorge Carlos Fonseca, chegou hoje a Timor-Leste para uma visita de Estado com o objetivo de reforçar "ainda mais" a cooperação política e os laços existentes entre os dois países.

"Trago a ideia de reforçar ainda mais a cooperação política, os laços políticos entre Cabo Verde e Timor-Leste", afirmou à agência Lusa o Presidente de Cabo Verde, momentos após ter aterrado em Díli no aeroporto internacional Nicolau Lobato.

Segundo o chefe de Estado cabo-verdiano, ambos os países fazem parte da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), "que criou enormes possibilidades de cooperação entre Cabo Verde e Timor-Leste desde as áreas da energia, da reforma da administração, das tecnologias de informação e comunicação, do ensino superior e da agricultura".

"Espero que esta visita cimente essas relações políticas, que são um pressuposto muito forte para que a cooperação possa desenvolver-se e ampliar-se a todos os níveis", acrescentou.

Jorge Carlos Fonseca foi recebido no aeroporto Nicolau Lobato pelo chefe da Casa Civil da Presidência timorense, Fidélis Magalhães, pelo ministro dos Negócios Estrangeiros, José Luís Guterres, e pela embaixadora de Timor-Leste em Portugal, Natália Carrascalão.

Durante a sua estada em Timor-Leste, o Presidente de Cabo Verde vai participar quarta-feira, em Same, nas cerimónias do centenário da revolta do Manufahi e no 37º aniversário da proclamação unilateral da independência do país.

Na quinta-feira, início da visita de Estado, Jorge Carlos Fonseca terá um encontro com o Presidente de Timor-Leste, Taur Matan Ruak, seguido de uma conferência de imprensa.

Na agenda da visita, que termina sábado, consta ainda um encontro com o primeiro-ministro timorense, Xanana Gusmão, bem como com o presidente do parlamento nacional, Vicente Guterres.

Na primeira visita oficial de um chefe de Estado cabo-verdiano a Timor-Leste, Jorge Carlos Fonseca é acompanhado por uma pequena delegação, que integra conselheiros da Presidência da República e altos funcionários do Ministério das Relações Exteriores.

"Creio que tive esse privilégio de ser o primeiro chefe de Estado de Cabo Verde a fazer uma visita oficial a Timor-Leste, que é um país, que apesar de estar geograficamente a uma grande distância, é muito próximo de nós pelo passado de história, de partilha de valores e também da língua", disse.

Jorge Carlos Fonseca, que já tinha estado em Timor-Leste em 2000 e 2001 para participar no processo constituinte do país, disse também que a viagem é uma oportunidade para "encontrar grandes amigos".

Ler mais

Exclusivos