Gabriel Costa nomeado novo primeiro-ministro são-tomense

Gabriel Arcanjo da Costa, 57 anos de idade, formado em direito em França, é o novo primeiro ministro de São Tomé e Príncipe, informa hoje uma nota da presidência da República.

O Presidente da República, Manuel Pinto da Costa, "decidiu aceitar o nome proposto pelo MLSTP-PSD [Movimento de Libertação de São Tomé e Príncipe -- Partido Social-democrata] e indigitar o Dr. Gabriel Arcanjo Ferreira da Costa como primeiro-ministro e chefe do XV Governo Constitucional, de modo a que este inicie imediatamente as diligências necessárias para formar o novo elenco governativo", indica a nota, que anuncia uma comunicação ao país hoje à noite do chefe de Estado são-tomense.

O nome foi proposto hoje pelo principal partido da oposição, MLSTP - PSD, chamado no domingo pelo Presidente são-tomense para formar Governo.

O chefe de Estado são-tomense chamou o principal partido da oposição a formar Governo depois de ter rejeitado o nome de Patrice Trovoada, presidente do partido Ação Democrática independente (ADI), demitido do cargo de primeiro-ministro por decreto presidencial, depois da aprovação no parlamento de uma moção de censura ao seu Governo.

Defensor da reforma do sistema judiciário são-tomense, Gabriel Costa exerceu até à sua nomeação para primeiro-ministro do XV Governo constitucional as funções de bastonário da Ordem dos Advogados de São Tomé e Príncipe (OASTP).

Gabriel Costa conta com o apoio das três formações politica da oposição - MLSTP/PSD, Partido da Convergência Democrática (PCD) e Movimento Democrático Força da Mudança -- Partido Liberal (MDFM/PL) e tem agora a missão de formar um Governo conjunto com o qual será empossado pelo Presidente são-tomense em data ainda não divulgada.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Daniel Deusdado

Estou a torcer por Rio apesar do teimoso Rui

Meu Deus, eu, de esquerda, e só me faltava esta: sofrer pelo PSD... É um problema que se agrava. Antigamente confrontava-me com a fria ministra das Finanças, Manuela Ferreira Leite, e agora vejo a clarividente e humana comentadora Manuela Ferreira Leite... Pacheco Pereira, um herói na cruzada anti-Sócrates, a voz mais clarividente sobre a tragédia da troika passista... tornou-se uma bússola! Quanto não desejei que Rangel tivesse ganho a Passos naquele congresso trágico para o país?!... Pudesse eu escolher para líder a seguir a Rio, apostava tudo em Moreira da Silva ou José Eduardo Martins... O PSD tomou conta dos meus pesadelos! Precisarei de ajuda...?

Premium

arménios na síria

Escapar à Síria para voltar à Arménia de onde os avós fugiram

Em 1915, no Império Otomano, tiveram início os acontecimentos que ficariam conhecidos como o genocídio arménio. Ainda hoje as duas nações continuam de costas voltadas, em grande parte porque a Turquia não reconhece que tenha havido uma matança sistemática. Muitas famílias procuraram então refúgio na Síria. Agora, devido à guerra civil que começou em 2011, os netos daqueles que fugiram voltam a deixar tudo para trás.