Gabão: filho de Bongo quer lugar do pai

Eleitores escolhem hoje novo Chefe do Estado no primeiro escrutínio verdadeiramente livre neste país

Os eleitores do Gabão vão hoje às urnas para escolherem o sucessor do presidente Omar Bongo, falecido em Junho, num escrutínio que se anuncia imprevisível. Um dos candidatos é o filho de Omar, Ali Bongo, 50 anos, que representa o Partido Democrático Gabonês, no poder em Libreville, e que possui um impressionante aparelho eleitoral que se confunde com a máquina administrativa do país. O seu principal opositor é o ex-ministro do Interior, André Mba Obame, que encabeça os descontentes com a família Bongo, que há mais de quatro décadas dirige os destinos do país, antiga colónia francesa até 1960.

Esta é considerada a primeira eleição genuinamente democrática no Gabão, contando com observadores da União Africana e da comunidade francófona.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Pedro Lains

"Gilets jaunes": se querem a globalização, alguma coisa tem de ser feita

Há muito que existe um problema no mundo ocidental que precisa de uma solução. A globalização e o desenvolvimento dos mercados internacionais trazem benefícios, mas esses benefícios tendem a ser distribuídos de forma desigual. Trata-se de um problema bem identificado, com soluções conhecidas, faltando apenas a vontade política para o enfrentar. Essa vontade está em franco desenvolvimento e esperemos que os recentes acontecimentos em França sejam mais uma contribuição importante.