17 mortos em explosões num campo militar

Pelo menos 17 pessoas morreram e mais de 100 ficaram feridas nas explosões ocorridas em depósitos de munições num campo militar de Dar-es-Salaam, indicou hoje o Primeiro-ministro Mizengo Pinda.

"Até esta manhã, havia 13 corpos no hospital de Amana, dois no hospital de Temeke e outros dois no hospital nacional de Muhimbili", os três estabelecimentos hospitalares de Dar-es-Salaam, declarou frente à Assembleia nacional. Até agora foram contabilizados quase 145 feridos, mas o número de vítimas pode aumentar, precisou Pinda, cujas declarações foram transmitidas na rádio nacional.

As explosões ocorreram cerca das 20:30 (17:30 de quarta-feira) num depósito de munições do campo militar de Gongo la Mbolo, na periferia de Dar-es-Salaam, e estenderam-se a outros depósitos do campo, semeando o pânico na população dos arredores, explicou o Primeiro-ministro.

Quase 4.000 pessoas que vivem perto do campo fugiram de casa e encontraram refúgio num estádio de Dar-es-Salaam, precisou. Pinda precisou que o presidente Jakaya Kikwete convocou para hoje uma reunião do Conselho nacional de segurança e que o exército está a investigar a origem das explosões.

Os trabalhos da Assembleia nacional de hoje foram adiados para sexta-feira. De acordo com o diário tanzaniano Citizen, 23 depósitos de munições foram destruídos por estas explosões.

Ler mais

Exclusivos