Detectado sinal das caixas negras do avião da Yemenia

Airbus 310 da companhia aérea iemenita despenhou-se na terça-feira com 152 pessoas a bordo. Apenas uma adolescente de 12 anos sobreviveu

O sinal das caixas negras do Airbus A310 da companhia Yemenia, que se despenhou na madrugada de terça-feira ao largo das Comores no Oceano Índico, foi detectado, disseram hoje fontes oficiais.

“Os investigadores do Gabinete de Investigação e Análise detectaram o sinal dos gravadores de bordo”, afirmou o investigador principal comoriano, Ali Abdu Mohamed, num comunicado recebido em Paris.

Uma porta-voz desse gabinete, organismo oficial encarregado do inquérito do lado francês, confirmou que o sinal das duas caixas negras do voo A310 da Yemenia tinha sido detectado.

“O sinal foi detectado hoje de manhã no âmbito das buscas submarinas para localizar os gravadores de bordo do voo IY 626”, indicou o gabinete em comunicado.

“As buscas para localizar as caixas negras e destroços do avião continuam com a participação das forças armadas francesas e iemenitas ao abrigo de um inquérito técnico conduzido pelas autoridades comorianas”, acrescentou Mohamed.

Das 152 vítimas do acidente do Airbus A310, apenas foi encontrada uma única sobrevivente de 12 anos.

As caixas negras de um avião emitem, debaixo de água, um sinal durante pelo menos 30 dias, o que pode facilitar a sua localização.

A análise do conteúdo das caixas negras permite em 90% dos casos determinar as causas de um acidente, de acordo com pilotos e especialistas franceses.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG