Centenas em confrontos entre manifestantes e polícia

Centenas de manifestantes anti-islamitas confrontaram-se hoje com a polícia em frente à sede do governador de Gafsa, no centro do país, de acordo com a agência noticiosa francesa AFP.

Os manifestantes, que procediam ao funeral simbólica de Chokri Belaid, opositor tunisino morto a tiro na quarta-feira, em Tunes, lançaram bombas incendiárias contra os agentes policiais, que responderam com disparos de granadas de gás lacrimógeneo.

Na capital tunisina, centenas de pessoas deslocaram-se esta manhã à casa de Chokri Belaid, na zona sul de Tunes, para prestar homenagem ao opositor assassinado, disse a AFP.

A viúva renovou as acusações contra o Governo dirigido pelos islamitas. "Acuso o Governo de assassinar o meu marido", disse Besma Khalfaoui.

As autoridades não anunciaram, até ao momento, qualquer progresso no inquérito à morte de Chokri Belaid.

O homicídio desencadeou confrontos, que causaram um morto entre as fileiras da polícia na quarta-feira.

Em resposta à violência, o primeiro-ministro tunisino, Hamadi Jebali, anunciou a formação de um Governo de tecnocratas e apolítico.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG