Automobilista conduz há 62 anos sem multas

Uma automobilista de 80 anos, natural da Cidade do Cabo, foi distinguida por conduzir desde 1950 sem nunca ter sido multada.

Hazel Souma foi homenageada pelo ministro dos Transportes da África do Sul, Sbusiso Ndebele, por conduzir há 62 anos sem nunca ter cometido uma infração ao código da estrada num país onde morrem 40 por dia em acidentes de circulação.

Souma explicou que procurou sempre ser uma condutora cuidadosa e respeitar as regras. E isto sem nunca comprometer a sua pontualidade. "Há mais de 35 ou 40 anos que vou ao mesmo médico, ao mesmo cabeleireiro e ao mesmo dentista, e chego sempre 30 minutos adiantada".

Na cerimónia, realizada na Cidade do Cabo, o ministro Ndebele declarou que Hazel Souma é "um formidável exemplo" e "a prova de que é possível pôr termo à carnificina que se vive nas nossas estradas".

Entre outubro de 2010 e finais de 2011 foram passadas mais de seis milhões de multas e foram detidos mais de 21 mil condutores em estado de embriaguês.

Segunda-feira, um motociclista foi detido a mais de 220 quilómetros/hora numa estrada onde o limite de velocidade é de 120 quilómetros/hora.

Exclusivos

Premium

Livro

Antes delas... ninguém: mulheres que desafiaram o domínio masculino

As Primeiras - Pioneiras Portuguesas num Mundo de Homens é o livro com as biografias de 59 mulheres que se atreveram a entrar nas profissões só de homens. O DN desvenda-lhe aqui oito dessas histórias, da barrista Rosa Ramalho à calceteira Lurdes Baptista ou às 'Seis Marias' enfermeiras-paraqueditas, entre outras