Ataque faz "vários mortos" em acampamento sarauí

Várias pessoas morreram na sequência de um ataque das forças de segurança marroquinas a um acampamento sarauí perto de El Aaiun, no Saara Ocidental.

Raquel del Castillo, responsável da organização não governamental Thawra, no Saara Ocidental, disse que várias pessoas morreram e diversas ficaram feridas no ataque hoje de manhã das forças marroquinas ao acampamento sarauí de Gdaim Izik, perto de El Aaiun.

Ao início da manhã, a Frente Polisário em Espanha tinha denunciado uma intervenção "violenta e com força bruta" das forças de segurança marroquinas no acampamento, mas não havia ainda confirmação da existência de vítimas mortais.

Raquel del Castillo acrescentou, em contacto telefónico, que "vários mortos chegaram ao hospital, procedentes tanto do acampamento, como da cidade". Segundo a mesma fonte, "o acampamento está totalmente destruído" e "todas as 'jaimas' (tendas usadas no acampamento) foram queimadas." r

Bucharaya Beyun, delegado da Frente Polisário em Espanha, disse à Agência Lusa em Madrid ter recebido igualmente informação sobre um "elevado número de vítimas", mas explicou que as dificuldades de comunicação com o local "tornam complicado confirmar números". "A guerra continua agora na cidade. Ouvem-se disparos em várias ruas de El Aaiun", afirmou.
@page { margin: 2cm } P { margin-bottom: 0.21cm }

"Durante a noite, começaram a fazer os preparativos para o ataque de hoje que começou cerca das 06:30h de hoje (hora local, mesma hora em Lisboa). E ontem [domingo], já tinha havido confrontos com jovens sarauís em Al Aaiun, também com vários feridos", afirmou Beyun.

As forças de segurança pediram primeiro, por altifalantes, que as mulheres e as crianças saíssem do acampamento e depois entraram no local com canhões de água e gases lacrimogéneos para desalojar os mais de 20 mil sarauís que ali vivem, segundo testemunhas citadas pelas agências espanholas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG