Armando Guebuza vai participar na Cimeira EUA-África

O Presidente de Moçambique, Armando Guebuza, anunciou hoje a participação na Cimeira Estados Unidos/África, entre 4 e 6 de agosto em Washington, anunciou o seu porta-voz em conferência de imprensa realizada na presidência moçambicana, em Maputo.

"Com a participação de Presidente Armando Emílio Guebuza na Cimeira dos EUA com os líderes africanos, Moçambique espera apresentar as oportunidades e potencialidades que oferece e atrair cada vez mais parceiros e investidores e criar mais postos de trabalho", afirmou aos jornalistas Edson Macuácuá.

O porta-voz de Guebuza disse também que Moçambique pretende "reforçar as relações de amizade e cooperação com o Governo americano", classificando-as como "excelentes".

"Temos parcerias e relações de cooperação ao nível político, diplomático, económico e empresarial, que decorrem a vários níveis entre os dois governos, sociedade civil e setor privado", descreveu.

Lembrando que a cimeira vai assentar no investimento para o futuro de África, na paz e estabilidade e na governação para as novas gerações, a presidência moçambicana espera encontrar em Washington "um fórum de partilha de ideias e de uma visão para o futuro das relações" entre as duas partes "e que abra mais espaço, mais oportunidades e mais esperança para o continente africano".

Segundo o porta-voz de Guebuza, esta cimeira é ainda uma oportunidade para "projetar o prestígio e boa imagem de Moçambique", atualmente "um país de referência paradigmática no concerto das nações, pelo sucesso que tem alcançado ao nível do crescimento económico, que se tem transformado cada vez mais em desenvolvimento económico e social".

À margem da cimeira, o Presidente moçambicano prevê encontros com membros do Governo norte-americano, congressistas e agentes do setor privado, que não foram revelados.

O Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, convidou os líderes africanos para uma cimeira de três dias em Washington, sob o tema "investindo na próxima geração".

O maior evento de sempre de um Presidente norte-americano com chefes de estado e de governo de África surge na sequência de uma viagem de Obama ao continente africano no verão de 2013 e pretende, segundo a Casa Branca, "reforçar os laços com uma das regiões mais dinâmicas e com crescimento mais rápido do mundo".

HB // VM

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG