200 trabalhadores estão presos em mina ilegal

Cerca de 200 trabalhadores terão ficado hoje retidos dentro de uma mina de ouro ilegal, disse à agência noticiosa AFP fonte dos serviços de socorro.

"Temos comunicação com cerca de 30 mineiros. Disseram-nos que debaixo deles estão outros 200", disse o porta-voz da empresa privada de serviços de socorro ER24, Werner Vermaak.

No entanto, o responsável acrescentou que não conseguia confirmar de uma forma independente o número de 200 e as autoridades locais apenas apontam 30 pessoas.

Os trabalhadores desceram ao interior da mina no sábado, escavando ilegalmente por trás de um estádio de cricket em Benoni, a leste de Joanesburgo, mas ficam presos depois de um pedregulho ter caído e bloqueado a saída, disseram à AFP as forças de socorro.

"Estamos a tentar resgatá-los", disse Roggers Mamaila, das autoridades de emergência do município de Ekurhuleni.

As equipas de socorro trouxeram equipamento de escavação para o local, mas Vermaak disse que "é muito difícil aceder" aos trabalhadores.

Os acidentes em minas são comuns na África do Sul, quer em operações legais como ilegais.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG