30 'jihadistas' morreram em bombardeamentos da coligação

Mais de 30 membros do grupo 'jihadista' Estado Islâmico (EI) morreram hoje nos bombardeamentos da coligação internacional liderada pelos Estados Unidos em áreas próximas à cidade de Sinyar, 120 quilómetros a oeste de Monsul, norte do Iraque.

A informação foi prestada à agência noticiosa EFE por um elemento das Forças de Proteção de Sinyar, Daud Kalu, que indicou também que os bombardeamentos da coligação internacional coincidiram com violentos confrontos entre milícias populares e o EI, que eclodiram na mesma zona, o que provocou também a morte de dois voluntários.

Daud Kalu acrescentou ainda que os bombardeamentos ocorreram na zona de Kabar, a dez quilómetros oeste de Sinyar, e provocaram importantes danos materiais nas bases do EI, destruindo armas de calibre médio e munições.

No início de agosto, o EI assumiu o controlo de Sinyar depois de as forças curdas (peshmergas) terem retirado da cidade, o que fez com que mais de 400.000 cidadãos da minoria étnica yazidi se refugiassem nos arredores desta área urbana.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG