25 anos depois, queda do Muro é sinal de esperança para os povos oprimidos

A chanceler alemã Angela Merkel garantiu hoje que a queda do Muro de Berlim, cujo 25.º aniversário está a ser celebrado pelos alemães, é um sinal de esperança para países como a "Ucrânia, a Síria ou o Iraque".

"Podemos mudar as coisas a bem, é a mensagem da queda do Muro" a 9 de novembro 1989, afirmou Angela Merkel durante uma cerimónia no Memorial do Muro de Berlim. Para a chanceler, esta mensagem "dirige-se a nós na Alemanha, mas também a outros povos no mundo, sobretudo na Ucrânia, na Síria, no Iraque e em todas as regiões onde as liberdades e os direitos humanos estão ameaçados".

Merkel, nascida em Hamburgo mas criada na antiga Alemanha de Leste, tinha 35 anos quando o Muro caiu. Hoje garante: "A Queda do Muro mostra que os sonhos podem tornar-se realidade".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG