Seis amigos na casa assombrada

O Chico, as gémeas Teresa e Luísa, o Pedro, o João - cinco jovens aventureiros ganham vida pelo talento de cinco jovens actores. Francisco Areosa, Margarida e Mariana Martinho, Luís Lucas Lopes, César Brito, juntamente com Sara Salgado, que dá corpo a Filipa, a herdeira de uma casa misteriosa, constituem o grupo de heróis que terão a missão de tornar Uma Aventura na Casa Assombrada o filme mais visto em 2009. Ao DN, o seu produtor, Manuel S. Fonseca, traçou a meta dos 200 mil espectadores.

Para tal contará o talento e perícia destes jovens actores, que começaram quase todos nas séries juvenis da TVI e SIC, mas também de outros mais experientes como Ricardo Carriço, Sofia Grilo, Ana Padrão, João Didelet ou Sandra Barata Melo, que aparecem a escalar falésias, a fugir de ladrões, a ser envolvidos em perseguições de automóvel ou corridas de BTT.

Adaptado do livro de Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada (actual ministra da Educação), o filme conta ainda com as participações especiais de Ricardo Pereira, Maria Emília Correia ou Carla Salgueiro, entre outros. Destaque ainda para um grupo de actores com papéis mais pequenos que conferem ao filme a emoção próprios da marca "Uma Aventura". É o caso de Sara Marocho, que faz de princesa índia, David Chan Cordeiro, que encarna Ocelemeh, ou Bruno Gonçalves, de Cuachicqueh, enquanto, curiosamente, o realizador Carlos Coelho da Silva faz de pai de uma miúda, referida assim no filme e interpretada por Luísa Coelho da Silva. Adivinhe-se: filha do realizador na vida real.

A estes há que juntar um grupo de duplos que fazem as cenas mais arriscadas como, por exemplo, a fuga em BTT de João e Chico, respectivamente, por João Bispo e Duarte Madeiros. Ou no caso da escalada, enquanto Ricardo Carriço, Ana Padrão e Sara Salgado optaram por ser pendurarem eles próprios, durante horas, numa escarpa no cabo da Roca. Todos parte de uma equipa maior, onde estão editores de imagem, som, aderecistas, maquilhadores, electricistas, decoradores, carpinteiros, efeitos especiais, coordenador de lutas ou de escalada, tratamento de cães (porque o Faial, na verdade são três pastores alemães - Bea, Uzy e Bali), para dia 3 de Dezembro o público assistir ao "sobrenatural e a cenas de acção que se cruzam com histórias emocionantes, em que a amizade, os laços familiares, o romance, a cobiça e o humor completam a narrativa", define o seu realizador.

Ler mais

Exclusivos