Entre filmes e séries de televisão

___ No mundo das imagens em movimento, a personagem de Tintin nunca teve o impacto dos seus álbuns originais. O certo é que, desde muito cedo, começaram a surgir as tentativas de recriar o universo de Hergé. E foi a televisão belga a lançar a proposta inicial, em 1959, com uma série de filmes de animação. A primeira tentativa cinematográfica surgiria pouco mais tarde, em 1961: As Aventuras de Tintin (título original: Tintin et le Mystère de la Toison d'Or), uma produção franco-belga dirigida por Jean-Jacques Vierne, com o jovem Jean-Pierre Talbot no papel principal; Talbot reapareceria ainda em O Mistério das Laranjas Azuis (1964). Chegaram mesmo a fazer-se longas-metragens de animação, como Tintin e o Lago dos Tubarões (1972), sempre com impacto comercial moderado. Ainda em desenho animado, a tentativa mais ambiciosa é a série As Aventuras de Tintin (1991-92), uma co-produção franco-canadiana, concretizada com o apoio da Fundação Hergé: está editada no mercado português de DVD, numa caixa com 21 discos.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG