caso das escutas abalou scotland yard

___ Quando na semana passada motins e pilhagens deixaram o país a ferro e fogo, tornou-se urgente nomear alguém para ocupar o cargo deixado vago por Paul Stephenson. O ex-comissário-chefe da Scotland Yard optou por renunciar ao cargo no mês passado, ao ver o seu nome envolvido no caso das escutas do tablóide britânico News of The World. O número dois da polícia metropolitana de Londres acabou por fazer o mesmo. Stephenson garante que a sua integridade está intacta, mas que as suas ligações a um subdirector do jornal poderiam pôr em causa a investigação. Agentes da Scotland Yard foram acusados de terem recebido pagamentos para darem informações ao tablóide ou para atrasarem investigações sobre o caso das escutas. Suspeita-se de que a privacidade de mais de quatro mil pessoas foi violada. A investigação ainda está a decorrer.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG