Bares estão fechadosmas mantêm os funcionários... e as despesas

___ A previsão era de quinze dias, mas o encerramento das discotecas Jamaica, Tokyo e Europa, no Cais do Sodré, prolongou-se desde meados de Maio até agora. A próxima data prevista de abertura é para final do mês de Setembro.

As contas de Fernando Pereira,

do Jamaica, batem certo com as dos donos do Europa e do Tokyo. Todos os meses são cerca de dez mil euros sem retorno para os mais de dez empregados e para impostos. No Jamaica havia poupanças, mas no Europa, aberto há cerca de um ano, pouco havia. José Alvarez, dono do Tokyo, diz mesmo que vai mandar os empregados para o desemprego se o prazo não for cumprido. Um prejuízo que se estende aos bares circundantes, que notam uma menor afluência de clientes na zona.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG