Restos mortais do cabo Aquilino chegam 56 anos depois

Em 1961, Aquilino Gonçalves morreu numa missão em Angola. 56 anos depois, a cerimónia fúnebre com os restos mortais do militar realiza-se em Portugal