O português que ajuda famílias a recuperar restos mortais de ex-militares

Carlos Rosa passou os últimos seis anos a seguir o rasto de ex-militares, cujos restos mortais nunca chegaram a ser recuperados pelas famílias. "Portugal devia ter feito mais. Ninguém deixa ninguém para trás", defende