Incêndio na embaixada foi "gesto criminoso" mas sem natureza terrorista

O ministro dos Negócios Estrangeiros português declarou que o incêndio na embaixada em Estocolmo foi um "gesto criminoso" de fogo posto por um "homem desconhecido"