Lisboa (quase) deserta

A azáfama da cidade deu lugar a esplanadas encerradas, ruas quase vazias e transportes a circular com poucas pessoas. É esta a Lisboa que está agora "despida" de turistas e da correria dos dias que antecederam a pandemia de covid-19. Agora é uma cidade num país em estado de emergência.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG