Lágrimas, beijos na boca e o juramento: a tomada de posse de Bolsonaro em imagens

Jair Bolsonaro tomou posse, nesta terça-feira de Ano Novo, como 38º presidente do Brasil. A operação de segurança envolveu 3200 agentes da polícia. Milhares de pessoas encheram a Esplanada dos Ministérios para apoiar o novo presidente. Depois de celebrar com a multidão, ao lado da mulher Michelle, num Rolls Royce descapotável, Bolsonaro fez o juramento perante o Congresso e recebeu depois a faixa presidencial do seu antecessor Michel Temer. Marcelo Rebelo de Sousa e Benjamin Netanyahu foram alguns dos chefes de Estado presentes na tomada de posse.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Adriano Moreira

O relatório do Conselho de Segurança

A Carta das Nações Unidas estabelece uma distinção entre a força do poder e o poder da palavra, em que o primeiro tem visibilidade na organização e competências do Conselho de Segurança, que toma decisões obrigatórias, e o segundo na Assembleia Geral que sobretudo vota orientações. Tem acontecido, e ganhou visibilidade no ano findo, que o secretário-geral, como mais alto funcionário da ONU e intervenções nas reuniões de todos os Conselhos, é muitas vezes a única voz que exprime o pensamento da organização sobre as questões mundiais, a chamar as atenções dos jovens e organizações internacionais, públicas e privadas, para a necessidade de fortalecer ou impedir a debilidade das intervenções sustentadoras dos objetivos da ONU.