2,6 milhões de bolívares por um rolo de papel higiénico: a hiper inflação na Venezuela

A hiper inflação na Venezuela desvalorizou a moeda local (o bolívar) a um ritmo alucinante e obrigou os venezuelanos a contas com muitos zeros para poder comprar alimentos e bens essenciais. Por entre avisos do FMI de que a inflação no país sul-americano pode este ano ultrapassar a fasquia de um milhão por cento, o presidente Nicolás Maduro anunciou mais um pacote de reformas monetárias para entrar em vigor a partir desta segunda-feira, com uma nova moeda, o bolívar soberano, que retira cinco zeros ao antigo bolívar.

Ler mais

Exclusivos

Premium

João Gobern

País com poetas

Há muito para elogiar nos que, sem perspectivas de lucro imediato, de retorno garantido, de negócio fácil, sabem aproveitar - e reciclar - o património acumulado noutras eras. Ora, numa fase em que a Poesia se reergue, muitas vezes por vias "alternativas", de esquecimentos e atropelos, merece inteiro destaque a iniciativa da editora Valentim de Carvalho, que decidiu regressar, em edições "revistas e aumentadas", ao seu magnífico espólio de gravações de poetas. Originalmente, na colecção publicada entre 1959 e 1975, o desafio era grande - cabia aos autores a responsabilidade de dizerem as suas próprias criações, acabando por personalizá-las ainda mais, injectando sangue próprio às palavras que já antes tinham posto ao nosso dispor.