Aeroporto de Cúcuta é a base da ajuda humanitária para a Venezuela

16 de fevereiro. Eram 16.20 em Lisboa, quando o primeiro C-17 da Força Aérea dos EUA, saído da base de Homestead, em Miami, aterrou no Aeroporto de Camilo Daza, em Cúcuta, Colombia com suplementos nutricionais para cerca de 3500 crianças.

Exclusivos

Premium

Maria Antónia de Almeida Santos

Dos pobres também reza a história

Já era tempo de a humanidade começar a atuar sem ideias preconcebidas sobre como erradicar a pobreza. A atribuição do Prémio Nobel da Economia esta semana a Esther Duflo, ao seu marido Abhijit Vinaayak Banerjee e a Michael Kremer, pela sua abordagem para reduzir a pobreza global, parece indicar que estamos finalmente nesse caminho. Logo à partida, esta escolha reforça a noção de que a pobreza é mesmo um problema global e que deve ser assumido como tal. Em seguida, ilustra a validade do experimentalismo na abordagem que se quer cada vez mais científica às questões económico-sociais. Por último, pela análise que os laureados têm feito de questões específicas e precisas, temos a demonstração da importância das políticas económico-financeiras orientadas para as pessoas.