Mladic: "Foi removido o último obstáculo no caminho da Sérvia para a União Europeia" -- embaixador José Cutileiro

Lisboa, 26 mai (Lusa) -- A prisão do ex-comandante militar dos sérvios bósnio, general Ratko Mladic, anunciada hoje em Belgrado, abre caminho para a entrada da Sérvia na União Europeia, considerou hoje em declarações à Lusa o diplomata José Cutileiro.

"A prisão de Mladic é muito importante, porque era um obstáculo no caminho da Sérvia para a União Europeia (UE). Removido esse obstáculo, os países que relacionavam o progresso das negociações com a Sérvia, e a sua aproximação à União, com as questões relacionadas com Mladic deixam de ter esse argumento. Isso é fundamental", disse o diplomata, que no início de 1992 presidiu à conferência de paz sobre a Bósnia-herzegovina, então patrocinada pela Comunidade Económica Europeia (CEE).

O autor do designado "plano Cutileiro", apresentado em Lisboa aos líderes das três principais "etnias" e que sugeria uma redefinição étnica da Bósnia, também considera que a detenção de Mladic é importante "em termos humanitários", em particular pelo envolvimento no massacre de Srebrenica, em julho de 1995.

Este texto da agência Lusa foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG