Urban Sketchers: os artistas que desenharam o Porto

Chamam-se urban sketchers, vivem e viajam para desenhar. E qualquer pessoa pode fazê-lo, inclusive na própria rua. «É como pôr uns óculos novos todos os dias», garante Gabriel Campanario, fundador do movimento e um dos ilustradores que deram um colorido extra ao Porto, durante o simpósio internacional que atraiu à cidade 800 de ilustradores. Cada um dos cinco ilustradores (de Portugal, Espanha e Austrália) desenharam uma página dupla da revista em que o centro do Porto foi o protagonista. A Praça da Ribeira, a Ponte Dom Luís, a Praça dos Leões e a Praça de Almeida Garrett foram pontos escolhidos, […]

Para saber mais clique aqui: www.evasoes.pt

Ler mais

Exclusivos

Premium

Anselmo Borges

Islamofobia e cristianofobia

1. Não há dúvida de que a visita do Papa Francisco aos Emirados Árabes Unidos de 3 a 5 deste mês constituiu uma visita para a história, como aqui procurei mostrar na semana passada. O próprio Francisco caracterizou a sua viagem como "uma nova página no diálogo entre cristianismo e islão". É preciso ler e estudar o "Documento sobre a fraternidade humana", então assinado por ele e pelo grande imã de Al-Azhar. Também foi a primeira vez que um Papa celebrou missa para 150 mil cristãos na Península Arábica, berço do islão, num espaço público.

Premium

Adriano Moreira

Uma ameaça à cidadania

A conquista ocidental, que com ela procurou ocidentalizar o mundo em que agora crescem os emergentes que parecem desenhar-lhe o outono, do modelo democrático-liberal, no qual a cidadania implica o dever de votar, escolhendo entre propostas claras a que lhe parece mais adequada para servir o interesse comum, nacional e internacional, tem sofrido fragilidades que vão para além da reforma do sistema porque vão no sentido de o substituir. Não há muitas décadas, a última foi a da lembrança que deixou rasto na Segunda Guerra Mundial, pelo que a ameaça regressa a várias latitudes.