Crítica de Fernando Melo: A Lúria, Tomar

Fátima e Francisco Antunes assumiram o local que o pai de Fátima fundou e, como acontece com todo o grande tesouro, deixaram que crescesse, apenas. Deve ser isto que se diz ser bem-nascido. Ao longo do ano, encontro aqui nas grandes marés da cozinha tradicional portuguesa gente vinda de norte a sul, de lés a lés, para se sentar à mesa e passar meia dúzia de horas bem passadas. Os viajantes pressurosos também encontram recompensa, mas o tempo é dimensão maior. Inesquecível o dia em que cheguei com o fito das silarcas – os cogumelos amanitas ponderosa chamam-se cilercas no […]

Para saber mais clique aqui: www.evasoes.pt

Ler mais

Exclusivos