Crítica de Fernando Melo: Flor de Sal, Entroncamento

Se fosse ao pé do mar seria porto de abrigo, esta concha acolhedora e de marcação familiar de que é muito difícil sair. Sintoniza-se à primeira e depois da primeira experiência é uma espécie de éter a que se volta com saudade. Tem tudo o que precisamos para viver, o restaurante Flor de Sal, incrustado num bairro residencial do Entroncamento: calor humano, tranquilidade, produto e uma cozinha sem enfeites nem disfarces. Vai por isso para a chef Margarida Honorato a vénia, no espaço do seu fogo é que acontece o principal. Logo a seguir, o seu marido Rui Honorato, o […]

Para saber mais clique aqui: www.evasoes.pt

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG