Mais 34 postos para carregar carros elétricos nas autoestradas com maior rapidez

Parceria entre EDP, Brisa, BP e Repsol alarga rede de carregamento rápido e ultrarrápido nas autoestradas. Meta da EDP é chegar aos mil postos este ano.

O ano de 2021 começa com boas notícias para os utilizadores de carros elétricos, que vão dispor, já nos próximos dias, de mais pontos de carregamento rápido e ultrarrápido nas autoestradas nacionais. A EDP Comercial anunciou no final de dezembro que vai instalar 34 pontos de carregamento em autoestradas, alargando assim a oferta fora dos centros urbanos, onde é mais escassa, e permitindo, ao mesmo tempo, viagens mais longas e descontraídas. Para este ano o objetivo assumido pela EDP é ainda mais ambicioso: passar dos cerca de 700 pontos atuais para os mil postos ligados à rede pública em todo o país.

A instalação destes novos pontos ocorre no âmbito de uma parceria com a Brisa, a BP e a Repsol, tendo lugar nas áreas de serviço operadas pelas duas gasolineiras. E tem a particularidade de em cada área de serviço ficar disponível um carregador rápido e um ultrarrápido, que permite carregar com o triplo da rapidez, explicou a EDP em comunicado.

Dez pontos de carregamento estarão disponíveis nas estações da BP na A1 - Autoestrada do Norte e na A2 - Autoestrada do Sul; e 24 pontos estarão operacionais nas estações geridas pela Repsol, na A1, A2, A4 - Autoestrada de Trás-os-Montes e Alto Douro, A6 - Autoestrada Marateca-Caia e A9 - Circular Regional Exterior de Lisboa.

"Os novos espaços de carregamento farão parte da nova estratégia da Brisa para a mobilidade elétrica nas autoestradas nacionais, num conceito que junta os principais players do setor num esforço coletivo pela evolução do carregamento público em Portugal, fundamental na descarbonização do país, pois que o alargamento da rede vai permitir acelerar a redução das emissões de CO2 nas autoestradas nacionais", refere a empresa.

Esta infraestrutura estará ligada à rede pública de mobilidade elétrica e poderá ser utilizada com o cartão Mobilidade Elétrica EDP ou com o de qualquer outro comercializador.

"Para que a evolução de carros elétricos a circular nas estradas nacionais continue nesta trajetória positiva, a EDP Comercial continuará a fazer uma forte aposta no desenvolvimento de cada vez mais e melhores soluções de carregamento para os portugueses. Parcerias como esta oferecem capilaridade fora dos centros urbanos, dando aos portugueses a previsibilidade necessária na decisão de conduzir um carro elétrico. É na colaboração e esforço conjunto entre parceiros que se traça o futuro da mobilidade elétrica em Portugal", destaca Vera Pinto Pereira, presidente da EDP Comercial.

"A BP quer ser um agente ativo das mudanças necessárias para tornar mais sustentável o nosso planeta, pelo que procuramos ser cada vez mais eco eficientes e, no que diz respeito à mobilidade, temos uma estratégia de desenvolvimento que vamos poder traduzir neste projeto", diz Pedro Oliveira, presidente da BP Portugal.

"Como líderes Ibéricos em postos de carregamento elétricos, não poderíamos abnegar esta sinergia, que espelha a nossa visão precursora", afirma Armando Oliveira, Administrador Delegado da Repsol Portuguesa.

"A mobilidade elétrica é um eixo estratégico de atuação da EDP Comercial, que tem procurado liderar o crescimento deste mercado, oferecendo cada vez mais soluções de carregamento para espaços públicos e privados para clientes particulares e empresariais", refere a elétrica nacional.

Na rede pública, a EDP Comercial regista uma quota de mercado superior a 50% no cartão Mobilidade Elétrica EDP, tendo sido já emitidos mais de 23 mil cartões e registados mais de 110 mil carregamentos na infraestrutura de carregamento pública. Estes números significam que foram carregados mais de 1300 MWh e evitadas mais de 975 toneladas de CO2.

Veja tudo sobre mobilidade e o Portugal Mobi Summit em www.portugalms.com

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG