E a sua casa, já é inteligente?

Bater palmas para acender as luzes em casa deixou de ser uma fantasia típica de filmes e séries. Não só é possível como já se tornou banal.

Fomos surpreendidos das primeiras vezes. Mas hoje já não nos causa estranheza. Que uma divisão de casa, escritório ou café não tenha interruptor à entrada e a luz se acenda como que por magia é agora normal - tal como a ideia de bater palmas para o mesmo efeito, que vimos pela primeira vez no cinema.

Até há bem pouco tempo, controlar a luz, a máquina de café e outros eletrodomésticos lá de casa à distância ou através de uma app no telemóvel era algo que só nos parecia possível nos filmes de ficção científica, mas afinal tornou-se realidade mais rápido do que pensávamos. Na verdade, se fosse por Nikola Tesla, que nos anos 1890 criou o primeiro "tele-autómato", como o próprio lhe chamou, um barco controlado por ondas de rádio, as inovações a que hoje assistimos já podiam fazer parte do nosso quotidiano há mais de cem anos, mas infelizmente o inventor estava muito à frente do seu tempo.

Ao conjunto de tecnologias aplicadas ao controlo e automatização de uma casa ou edifício chama-se domótica. A palavra deriva do francês "domotique", da junção de "domus", que significa casa, com "imotique", o sinónimo de "automático". Técnicas que estão diretamente relacionadas com a Internet das coisas, ou Internet of Things (IoT), que possibilita a ligação de objetos do dia-a-dia à internet, e assim controlá-las via telemóvel, computador, etc.

A domótica será uma das principais vantagens da revolução tecnológica em que hoje vivemos, já que nos permite, por exemplo, gerir a energia com mais eficiência, desligando as luzes à distância quando, por alguma razão, nos esquecemos de o fazer depois de uma saída apressada de casa, ou programar a máquina de lavar roupa ou loiça para horários mais económicos.


E o que dizer de sistemas inteligentes que regulam o ar condicionado de forma automática, ou que podemos ligar à distância, assegurando assim o ambiente perfeito no momento em que chegamos a casa? Imagine o alívio de pôr as chaves à porta nas noites mais frias de inverno, tirar o casaco e sentir uma reconfortante onda de calor pela casa?

O futuro é fantástico e felizmente, é no futuro que vivemos hoje em dia. Já existem soluções de domótica integradas no mercado, que nos permitem ligar qualquer elemento da casa: climatização, eletrodomésticos ou sistemas de segurança. A Prosegur fornece um sistema de domótica que possibilita a interligação dos vários elementos da casa e proceder à sua gestão a partir de um único programa: a app SMART, para smartphone. Uma aplicação que nos permite viajar para dentro da nossa casa num clique, acedendo às câmaras de CCTV disponíveis - onde podemos ver, por exemplo, como se comportam os nossos animais de estimação quando não estamos presentes, se deixámos alguma luz ligada ou uma torneira aberta - e ainda ligar ou desligar o alarme de casa.


Segurança e comodidade são as primeiras palavras que nos ocorrem quando ouvimos falar no sistema de domótica da Prosegur, mas estas não são as únicas vantagens deste sistema que já ultrapassou alguns dos mais famosos sonhos de Hollywood: por nos permitir programar a hora em que as luzes se devem ligar e desligar, este serviço pode contribuir para a poupança da família e é, também, uma solução ecofriendly. Afinal, uma casa inteligente é mais ecológica - por economizar energia, causa menos impacto ao meio ambiente.


Razões não faltam para se juntar ao futuro inteligente, à nossa maneira e com a garantia que só um líder em segurança como a Prosegur poderia fornecer.

Ler mais

Exclusivos