Clube de Vinhos DN: Top Evasões

Os melhores vinhos são capazes de marcar ocasiões e torná-las inesquecíveis.

Os melhores vinhos são intemporais. Os melhores vinhos são capazes de marcar ocasiões e torná-las inesquecíveis. Os melhores vinhos pedem sempre mais uma garrafa. O Diário de Notícias revisitou as crónicas do nosso crítico e constituiu um pack do melhor que a revista Evasões teve para lhe oferecer ao longo dos anos.​​​​​​​

Quinta da Leda DOC Douro tinto 2014 | Sogrape Vinhos
É um clássico e ao mesmo tempo uma das mais belas vinhas de Portugal. A touriga franca e a touriga nacional dançam em simbiose profunda no copo, vale a pena o esforço para o provar.

Quinta Vale D. Maria DOC Douro tinto 2014 | Lemos & van Zeller
Força, volume e elegância na boca, atributos que raramente se encontram num mesmo vinho. Este é de truz - e o prazer que dá a beber! Belíssimo com os ultratradicionais pratos que são o cabrito assado ou a vitela no forno, sem pressa e em boa companhia. Maravilha.

Monte da Ravasqueira Vinha das Romãs Regional Alentejano 2014
Queijos curados e alguma doçaria conventual vão agradecer a companhia deste vinho, que está fresco e ao mesmo tempo é poderoso, apanágio dos grandes vinhos.

Marquês de Borba DOC Alentejo tinto 2016 | João Portugal Ramos
Vinho copioso na fruta e tanino aveludado, numa assinatura inconfundível do Alentejo. Fruta confitada a fazer um fundo convidativo para a festa dos sucos carnívoroso e tonalidades salgadas que sempre marcam o exercício da grelha.

Ribeiro Santo Vinha da Neve DOC Dão branco 2016 | Magnum Vinhos
Vinho cem por cento encruzado, proveniente de uma só vinha, com cerca de um hectare apenas de extensão. A fermentação começou em cuba de inox e terminou em barricas novas de carvalho francês, estagiando nesse ambiente cerca de seis meses. Frescura e equilíbrio, final seco e elegante.

Titular Encruzado DOC Dão branco 2016 | Caminhos Cruzados
Quando há bom queijo Serra da Estrela, deve sempre haver encruzado para o acompanhar. É a harmonização mais elegante e equilibrada que Portugal consegue ter. Este vinho dá bem conta do recado.

Um pack de 12 garrafas:

2xQuinta da Leda DOC Douro tinto 2014 | Sogrape Vinhos
2x Quinta Vale D. Maria DOC Douro tinto 2014 | Lemos & van Zeller
2x Monte da Ravasqueira Vinha das Romãs Regional Alentejano 2014
2x Marquês de Borba DOC Alentejo tinto 2016 | João Portugal Ramos
2x Ribeiro Santo Vinha da Neve DOC Dão branco 2016 | Magnum Vinhos
2x Titular Encruzado DOC Dão branco 2016 | Caminhos
Cruzados

Adquira já o seu Pack Top Evasões no Clube de Vinhos DN, com Portes Grátis e Entregas em até 72h com parceria com a Garrafeira Nacional

Clique aqui para saber mais

Ler mais

Exclusivos

Premium

Henrique Burnay

Discretamente, sem ninguém ver

Enquanto nos Estados Unidos se discute se o candidato a juiz do Supremo Tribunal de Justiça americano tentou, ou não, há 36 anos abusar, ou mesmo violar, uma colega (quando tinham 17 e 15 anos), para além de tudo o que Kavanauhg pensa, pensou, já disse ou escreveu sobre o que quer que seja, em Portugal ninguém desconfia quem seja, o que pensa ou o que pretende fazer a senhora nomeada procuradora-geral da República, na noite de quinta-feira passada. Enquanto lá se esmiúça, por cá elogia-se (quem elogia) que o primeiro-ministro e o Presidente da República tenham muito discretamente combinado entre si e apanhado toda a gente de surpresa. Aliás, o apanhar toda a gente de surpresa deu, até, direito a que se recordasse como havia aqui genialidade tática. E os jornais que garantiram ter boas fontes a informar que ia ser outra coisa pedem desculpa mas não dizem se enganaram ou foram enganados. A diferença entre lá e cá é monumental.