Clube de Vinhos DN: Pack Licorosos

Bioma Vintage 2015 Porto | Niepoort
As opiniões dividem-se entre 2015 e 2016 quanto ao vintage de perfil mais clássico, apesar de o mercado ter apontado o último. Certo é que 2015 produziu portos vintage de grande gabarito e este Bioma é uma obra-prima. O projecto representa para a Niepoort um certo regresso aos tempos antigos, com enologia moderna. É uma grande experiência.

Boal 10 Anos Madeira | Barbeito
A empresa tem conhecido verdadeiros momentos de glória, Ricardo Freitas revitalizou marcas antigas da casa e criou outras, a partir dos stocks de que dispõe. Além disso, o mundo acordou para o vinho da Madeira, pelo que o fulgor nas praças internacionais é considerável. Este vinho é a um tempo um clássico e um vinho moderno, óptimo para ter em casa, pronto a conferir.

Moscatel de Setúbal 10 Anos (50 cl.) | Horácio Simões
Vinhas velhas, saber herdado dos antepassados e estilos novos, é a assinatura possível da região de Palmela, Azeitão e Setúbal que serve de berço para os néctares inefáveis de que gostamos mas que provavelmente não conhecemos bem ainda. Em vez da doçura apenas, há frescura nos bons exemplares, como é o caso deste.

Um pack de 3 garrafas:

1x Bioma Vintage 2015 Porto | Niepoort
1x Boal 10 Anos Madeira | Barbeito
1x Moscatel de Setúbal 10 Anos (50 cl.) | Horácio Simões

Adquira já o seu Pack Licorosos no Clube de Vinhos DN, com Portes Grátis e Entregas em até 72h

Clique aqui para saber mais

Ler mais

Exclusivos

Premium

João Almeida Moreira

Bolsonaro, curiosidade ou fúria

Perante um fenómeno que nos pareça ultrajante podemos ter uma de duas atitudes: ficar furiosos ou curiosos. Como a fúria é o menos produtivo dos sentimentos, optemos por experimentar curiosidade pela ascensão de Jair Bolsonaro, o candidato de extrema-direita do PSL em quem um em cada três eleitores brasileiros vota, segundo sondagem de segunda-feira do banco BTG Pactual e do Instituto FSB, apesar do seu passado (e presente) machista, xenófobo e homofóbico.

Premium

Rosália Amorim

"Sem emoção não há uma boa relação"

A frase calorosa é do primeiro-ministro António Costa, na visita oficial a Angola. Foi recebido com pompa e circunstância, por oito ministros e pelo governador do banco central e com honras de parada militar. Em África a simbologia desta grande receção foi marcante e é verdadeiramente importante. Angola demonstrou, para dentro e para fora, que Portugal continua a ser um parceiro importante. Ontem, o encontro previsto com João Lourenço foi igualmente simbólico e relevante para o futuro desta aliança estratégica.