Clube de Vinhos DN: Pack Garrafeira em Casa

Deixe-se encantar por esta panóplia de opções que contemplam a diversidade e a linhagem nobre da nossa oferta vinícola.

Gostaria de constituír uma garrafeira em casa, mas tem algum receio em expandir para além da sua área de conforto? Não se aflija, o nosso crítico de vinhos preparou este pack para si. Deixe-se encantar por esta panóplia de opções que contemplam a diversidade e a linhagem nobre da nossa oferta vinícola.

Valle Pradinhos Reserva DOC Trás-os-Montes tinto 2016 | Casal de Valle Pradinhos
Projecto único no país, vinha plantada nos solos de xisto transmontanos com afloramentos de quartzo, pobres mas a conferir riqueza aos vinhos que ali grassam. Sendo uma vinha velha, apresenta uma mistura de castas, mas predominam a Touriga Nacional, Cabernet Sauvignon e Tinta Amarela. Vai evoluir bem no tempo.

Curtimenta Alvarinho DOC Vinho Verde branco 2015 | Anselmo Mendes
Vinho feito por um dos maiores mestres da casta Alvarinho e como o nome indica, esteve sempre em contacto com as películas quando foi produzido, seguindo-se estágio sobre as borras. Mais complexidade, e uma elegância difícil de conseguir.

Herdade dos Grous 23 barricas regional alentejano tinto 2016 | Herdade dos Grous
É um clássico alentejano desde a primeira hora, de tonalidades enológicas modernas, a conseguir atingir um nível elevado de sofisticação, apto ao envelhecimento. Uvas de Syrah e Touriga Nacional provenientes das vinhas contíguas à adega. Vinho consensual e flexível à mesa.

Procura regional alentejano branco 2015 | Susana Estebán
Susana Estebán é um dos grandes talentos da nossa. Fixou-se no Alentejo mais a Norte por ter aí encontrado vinhas velhas, que adora trabalhar. Este branco provém de uma vinha de 80 anos com mistura de castas, situada na Serra de São Mamede. Um branco para guardar.

Vicentino Pinot Noir regional alentejano tinto 2015 | Frupor
Trabalho notável do enólogo Bernardo Cabral, por conseguir expressão original da casta rainha da Borgonha, nos solos junto ao mar, na costa vicentina. Toques salinos, acidez muito bem trabalhada, frescura inexcedível. Para ir provando ao longo dos anos, com muito prazer.

Quinta da Vacariça Garrafeira DOC Bairrada tinto 2014 | Quinta da Vacariça
Projecto de François Chasans, francês apaixonado por Portugal e em particular pela casta Baga, dominante e rainha na Bairrada. Quis fazer vinhos da forma mais clássica possível e criou um verdadeiro demonstrador da história vínica bairradina. Este vinho demonstra-o claramente.

Quinta das Bágeiras Avô Fausto DOC Bairrada tinto 2015 | Mário Sérgio Nuno
Baga e Touriga Nacional compõem este vinho de Mário Sérgio Alves Nuno, em tom de homenagem e ao mesmo tempo aposta no futuro. É a um tempo delicioso e profundo, como apenas a Bairrada consegue produzir. Perfeito para estufados lentos de carne e para pratos de leguminosas, como feijoada.

Rol de Coisas Antigas DOC Bairrada tinto 2015 | Carlos Campolargo
Carlos Campolargo é um grande criador de vinhos, e este foi pensado para registar as castas clássicas da Bairrada. Baga, Castelão Nacional, Trincadeira da Bairrada, Sousão, Bastardo, Alfrocheiro e Tinta Pinheira compõem o elenco das notáveis. Para visitar em cada copo.

Quinta do Cardo Touriga Nacional Reserva tinto DOC Beira Interior tinto 2014 | Quinta do Cardo
Nos solos de transição altaneiros junto a Figueira de Castelo Rodrigo foi plantada esta vinha de Touriga Nacional, e é ainda hoje uma das mais altas do país. Frescura, mineralidade e complexidade são algumas das características encontradas num vinho a descobrir em cada garrafa, co o passar dos anos.

Casa de Santar Vinha dos Amores DOC Dão tinto 2011 | Global Wines
Produzido pelo enólogo Osvaldo Amado a partir de uma selecção rigorosa de uvas da casta Touriga Nacional, este vinho marca o relançamento em grande da Casa de Santar. Dá prazer neste momento e vai durar ainda pelo menos mais uma década, pelo que não há pressa em abri-lo. Óptimo para assados longos de carne ou peixe.

António Madeira Vinhas Velhas DOC Dão tinto 2015 | António Madeira
A elegância de outrora como resposta ao monolitismo e sobre-extracção que se tornaram vezeiros nos tempos modernos. O Dão é o território por excelência para desenvolver projectos assim e quem ganha somos nós, amantes do bom e prolongado convívio vínico. Indicado para ensopados, surpreendente com peixe assado à portuguesa.

Monte Meão Vinha dos Novos Touriga Nacional DOC Douro tinto 2014 | Quinta do Vale Meão
Um terroir muito especial, dentro de um terroir de grande gabarito, Touriga Nacional em estreme, sobre solos graníticos, uma combinação que favorece a complexidade e mineralidade. Tem muitos anos pela frente este vinho, ficará na memória quando se abrir e partilhar à mesa. É ainda um Douro pouco conhecido, aguçando o sentido de descoberta.

Um pack de 12 garrafas:

1x Valle Pradinhos Reserva DOC Trás-os-Montes tinto 2016 | Valle Pradinhos
1x Curtimenta Alvarinho DOC Vinho Verde branco 2015 | Anselmo Mendes
1x Herdade dos Grous 23 barricas regional Alentejo tinto 2016 | Herdade dos Grous
1x Procura regional alentejano branco 2015 | Susana Estéban
1x Vicentinto Pinot Noir regional alentejano tinto 2015 | Frupor
1x Quinta da Vacariça Garrafeira DOC Bairrada tinto 2014 | Quinta da Vacariça
1x Quinta das Bágeiras Avô Fausto DOC Bairrada tinto 2015
1x Rol de Coisas Antigas DOC Bairrada tinto 2015 | Carlos Campolargo
1x Quinta do Cardo Touriga Nacional Reserva tinto DOC Beira Interior tinto 2014
1x Casa de Santar Vinha dos Amores DOC Dão tinto 2011 | Global Wines
1x António Madeira Vinhas Velhas DOC Dão tinto 2015 | António Madeira
1x Monte Meão Vinha dos Novos Touriga Nacional DOC Douro tinto 2014 | Qntª Vale Meão

Adquira já o seu Pack Garrafeira em Casa no Clube de Vinhos DN, com Portes Grátis e Entregas em até 72h com parceria com a Garrafeira Nacional

Clique aqui para saber mais

Ler mais

Exclusivos

Premium

Ruy Castro

À falta do Nobel, o Ig Nobel

Uma das frustrações brasileiras históricas é a de que, até hoje, o Brasil não ganhou um Prémio Nobel. Não por falta de quem o merecesse - se fizesse direitinho o seu dever de casa, a Academia Sueca, que distribui o prémio desde 1901, teria descoberto qualidades no nosso Alberto Santos-Dumont, que foi o verdadeiro inventor do avião, em João Guimarães Rosa, autor do romance Grande Sertão: Veredas, escrito num misto de português e sânscrito arcaico, e, naturalmente, no querido Garrincha, nem que tivessem de providenciar uma categoria especial para ele.

Premium

João Taborda da Gama

Le pénis

Não gosto de fascistas e tenho pouco a dizer sobre pilas, mas abomino qualquer forma de censura de uns ou de outras. Proibir a vista dos pénis de Mapplethorpe é tão condenável como proibir a vinda de Le Pen à Web Summit. A minha geração não viveu qualquer censura, nem a de direita nem a que se lhe seguiu de esquerda. Fomos apenas confrontados com alguns relâmpagos de censura, mais caricatos do que reais, a última ceia do Herman, o Evangelho de Saramago. E as discussões mais recentes - o cancelamento de uma conferência de Jaime Nogueira Pinto na Nova, a conferência com negacionista das alterações climáticas na Universidade do Porto - demonstram o óbvio: por um lado, o ato de proibir o debate seja de quem for é a negação da liberdade sem mas ou ses, mas também a demonstração de que não há entre nós um instinto coletivo de defesa da liberdade de expressão independentemente de concordarmos com o seu conteúdo, e de este ser mais ou menos extremo.

Premium

Bernardo Pires de Lima

Em contagem decrescente

O brexit parece bloqueado após a reunião de Salzburgo. Líderes do processo endureceram posições e revelarem um tom mais próximo da rutura do que de um espírito negocial construtivo. A uma semana da convenção anual do partido conservador, será ​​​​​​​que esta dramatização serve os objetivos de Theresa May? E que fará a primeira-ministra até ao decisivo Conselho Europeu de novembro, caso ultrapasse esta guerrilha dentro do seu partido?

Premium

Catarina Carvalho

O populismo na campanha Marques Vidal

Há uma esperança: não teve efeito na opinião pública a polémica da escolha do novo procurador-geral da República. É, pelo menos, isso que dizem os estudos de opinião - o número dos que achavam que Joana Marques Vidal devia continuar PGR permaneceu inalterável entre o início do ano e estas últimas semanas. Isto retirando o facto, já de si notável, de que haja sondagens sobre este assunto.