Dona Maria

Ao contrário do poema de Daniel Faria que abre o livro homónimo Homens Que São como Lugares Mal Situados, existem homens e mulheres que são como lugares bem situados, autênticos cruzamentos ou praças que todos conhecem e onde se concentra o "espírito do lugar" ou, se preferirmos, o seu caráter.

Todas as aldeias, todos os bairros e até os prédios têm alguém assim. Sabem sempre o que se passa, conhecem toda a gente e vão gerindo os fluxos de informação, com mais ou menos maledicência. Estes homens e mulheres bem situados guardam as histórias tristes, os atos de heroísmo e as vergonhas alheias, mas só as contam a quem lhes apetece, muitas vezes a troco de um café ou um bagacinho.

Aqui no bairro é a Dona Maria, uma velhota irrequieta que vejo sempre a sorrir. Dela não sei quase nada, mas desconfio que sabe tudo sobre mim.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Nuno Artur Silva

Notícias da frente da guerra

Passaram cem anos do fim da Primeira Guerra Mundial. Foi a data do Armistício assinado entre os Aliados e o Império Alemão e do cessar-fogo na Frente Ocidental. As hostilidades continuaram ainda em outras regiões. Duas décadas depois, começava a Segunda Guerra Mundial, "um conflito militar global (...) Marcado por um número significativo de ataques contra civis, incluindo o Holocausto e a única vez em que armas nucleares foram utilizadas em combate, foi o conflito mais letal da história da humanidade, resultando entre 50 e mais de 70 milhões de mortes" (Wikipédia).