Premium Geração de ouro. Sub-19 garantem 13.º título para Portugal a nível de seleções

Portugal venceu a Itália por 4-3 (após prolongamento) e sagrou-se campeão da Europa pela quarta vez neste escalão. Onze destes jogadores tinham sido também campeões há dois anos no escalão de sub-17.

Dezanove anos depois, a seleção portuguesa de sub-19 voltou a sagrar-se campeã da Europa. O triunfo sensacional por 4-3 sobre a Itália após prolongamento, neste domingo, na final do Europeu disputado na Finlândia, permitiu a Portugal conquistar o quarto título neste escalão, depois dos triunfos nas edições de 1961, 1994 e 1999. "Estes meninos são umas joias", desabafou no final o selecionador Hélio Sousa, emocionado. Marcelo Rebelo de Sousa considerou a vitória "um novo ponto alto do futebol português" e António Costa, através do Twitter, também deu os parabéns aos sub-19: "Que grande percurso, que grande vitória! Merecem este título."

A seleção chega nesta segunda-feira à noite a Portugal e, na terça-feira, por volta da hora do almoço, será recebida no Palácio de Belém por Marcelo Rebelo de Sousa, à imagem do que aconteceu com a seleção principal, em 2016, depois de vencer o Europeu disputado em França.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Pedro Lains

O Banco de Portugal está preso a uma história que tem de reconhecer para mudar

Tem custado ao Banco de Portugal adaptar-se ao quadro institucional decorrente da criação do euro. A melhor prova disso é a fraca capacidade de intervir no ordenamento do sistema bancário nacional. As necessárias decisões acontecem quase sempre tarde, de forma pouco consistente e com escasso escrutínio público. Como se pode alterar esta situação, dentro dos limites impostos pelas regras da zona euro, em que os bancos centrais nacionais respondem sobretudo ao BCE? A resposta é difícil, mas ajuda compreender e reconhecer melhor o problema.