Premium Mota Soares. "Não queremos a diminuição da autoridade do Estado"

Num clima de pré-campanha eleitoral para as europeias, o CDS reuniu os deputados em Braga. Críticas à passividade do governo com a segurança do país e o anúncio do apoio à recandidatura de Marcelo marcaram as jornadas parlamentares do partido.

Um dos painéis das jornadas parlamentares do CDS, que começaram segunda-feira em Braga, foi sobre segurança, "tema caro" ao partido, como diz ao DN Pedro Mota Soares, que assegura que já estava previsto antes dos episódios de violência urbana pós-conflito entre polícia e moradores do bairro da Jamaica, no Seixal. Um debate que, disse o deputado centrista, serviu para "demonstrar e criticar a inação do governo perante os acontecimentos que ocorreram quase todos os dias na semana passada".

Pedro Mota Soares afirma que "é preciso restaurar a confiança dos portugueses e das forças da autoridades e demonstrar-lhes todo o apoio". Até porque o "CDS não quer a diminuição da autoridade do Estado, porque queremos garantir a tranquilidade de todos os portugueses".

Ler mais

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG