Premium A escolha de outubro de 2019

Em outubro de 2019 os portugueses vão ser chamados a fazer uma escolha. Esta frase não é novidade só por si. A verdadeira notícia é que os portugueses vão poder verdadeiramente escolher. Antes escolheu-se um rumo, sem alternativas, à laia de única via - o caminho do empobrecimento, de cuja inevitabilidade tentaram convencer-nos. Quem não se lembra de que antes se escolheu ir "para além da troika"? Nesta legislatura, escolheu-se ir para além da austeridade, mas para a recusar e opor-lhe o sentido da esperança.

Na gaveta estão agora o empobrecimento das famílias e a emigração dos jovens. Evidenciámos a possibilidade de medidas que, pela via da confiança responsável e sem tropeçar na realidade, devolveram rendimentos, criaram emprego e pararam de sangrar Portugal. No parâmetro que a própria direita havia feito sacrossanto - o combate ao défice - foi esta alternativa a ter sucesso. Pelo rumo da confiança, conquistámos marcos que a direita se propôs atingir, mas falhou clamorosamente: o menor défice da história da nossa democracia, o maior crescimento económico deste século em Portugal, o desemprego em mínimos de quase duas décadas e a criação líquida de 400 mil postos de trabalho. O diabo, talvez de tão invocado em vão, afinal nunca chegou...

Ler mais

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG