Premium O Poder da Música. Como Bruce Springsteen muda uma adolescência

Filme-sensação de Sundance é a história de um fã de Springsteen numa cidade onde se ouvia Level 42, A-ha e coisas com sintetizadores. Blinded by the Light - O Poder da Música, de Gurinder Chadha, é um tremendo "agrada-multidões".

Tivemos recentemente um mundo sem os Beatles mas com a música deles roubada e interpretada por um britânico de origem indiana. A cortesia era de Danny Boyle em Yesterday. Agora, chega o conto nostálgico de um adolescente paquistanês de Luton que se reinventa ao som do Boss, Bruce Springsteen. Chama-se Blinded by the Light - O Poder da Música, da cineasta Gurinder Chadha. São ambas comédias "tolas" feitas com talento britânico e emolduradas por majors de Hollywood.

O filme de Chadha já tinha estado presente no Festival Sundance, em janeiro, e foi aí que conseguiu chamar a atenção da Warner Bros, que acreditou no potencial desta história verdadeira de um rapaz de Luton de origem paquistanesa em mudança drástica após ouvir Bruce Springsteen numa cassete emprestada por um amigo no liceu. Uma mudança que lhe permite arranjar namorada, acreditar na sua escrita e rebelar-se perante o seu pai, um desempregado muçulmano que sempre o reprimiu.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Maria Antónia de Almeida Santos

Uma opinião sustentável

De um ponto de vista global e a nível histórico, poucos conceitos têm sido tão úteis e operativos como o do desenvolvimento sustentável. Trouxe-nos a noção do sistémico, no sentido em que cimentou a ideia de que as ações, individuais ou em grupo, têm reflexo no conjunto de todos. Semeou também a consciência do "sustentável" como algo capaz de suprir as necessidades do presente sem comprometer o futuro do planeta. Na sequência, surgiu também o pressuposto de que a diversidade cultural é tão importante como a biodiversidade e, hoje, a pobreza no mundo, a inclusão, a demografia e a migração entram na ordem do dia da discussão mundial.