Exclusivo Kevin Costner: "Sinto que nunca sou aquilo de que as pessoas estavam à espera"

Chega na sexta-feira à Netflix mais uma longa-metragem inédita, a verdadeira história dos Rangers que apanharam e mataram Bonnie e Clyde. Chama-se Emboscada Final e marca o regresso de Kevin Costner aos papéis de protagonismo.

"Quero ser melhor ator hoje do que era há uns anos. Esforço-me por isso, é importante para mim", diz um pacato mas simpatiquíssimo Kevin Costner num encontro para a imprensa internacional em Madrid, na tarde a seguir à antestreia de Emboscada Final, de John Lee Hancock, mais um filme Netflix Original a chegar nesta semana ao streaming.

Anteontem, na antestreia europeia em plena Gran Via, foi um ver se te avias de selfies, quer para jornalistas quer para fãs. Com o seu sorriso tranquilo, o ator, de 64 anos, não recusa nem uma fotografia: "Sabe qual é o meu grande problema com estas selfies? É que nunca fico bem! E sabe que mais? Sou inseguro. Sinto que nunca sou aquilo de que as pessoas estavam à espera. Depois, claro, há aqueles momentos confrangedores quando a câmara não funciona e tenho de ficar ali meio curvado à espera. Todavia, percebo que é pelo amor ao cinema que as pessoas me pedem as selfies e isso toca-me. Percebo esse desejo de ligação, mas também estou sempre a levar a aprovação das mães. Nem imagina a quantidade de vezes que me dizem a minha mãe adora-te", segreda ao DN.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG