Premium Tsunami Bolsonaro atinge São Paulo, Minas e Rio

Líderes das sondagens nos três estados mais populosos são fãs do presidente. Das 14 unidades federativas a votos amanhã, 10 devem ser governadas por apoiantes do capitão.

Se Lula da Silva (PT) já não é apenas um mero político mas uma "ideia", como o próprio disse num discurso em frente ao Sindicato dos Metalúrgicos no dia em que foi preso, Jair Bolsonaro (PSL) também não é apenas um candidato à presidência da República, mas uma "onda" ou um "tsunami". A onda Bolsonaro faz-se sentir em 10 das 13 unidades federativas do Brasil que vão a votos neste domingo. Com destaque para as três mais populosas, São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro.

"A onda Bolsonaro é algo nunca antes visto no país", disse Vinícius Mota, secretário de redação do jornal Folha de S.Paulo, mesmo tendo em conta que o país assistiu à vaga "repentino" de Collor de Mello, em 1989, e à passagem dos furacões eleitorais Fernando Henrique Cardoso, duas vezes eleito à primeira volta, e Lula, o mito da esquerda brasileira.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Espanha

Bolas de aço, berlindes, fisgas e ácido. Jovens lançaram o caos na Catalunha

Eram jovens, alguns quase adultos, outros mais adolescentes, deixaram a Catalunha em estado de sítio. Segundo a polícia, atuaram organizadamente e estavam bem treinados. José Manuel Anes, especialista português em segurança e criminalidade, acredita que pertenciam aos grupos anarquistas que têm como causa "a destruição e o caos" e não a luta independentista.