Premium Body cams ganham pó na PSP. Ministro adia resposta há dois anos

Para responsabilizar os agentes e defendê-los de falsas declarações de suspeitos, a PSP quer usar câmaras para filmar patrulhamentos na Amadora. O ministro Eduardo Cabrita tem o projeto na gaveta há dois anos

A situação causa profundo incómodo na PSP. Em julho de 2017, a Direção Nacional desta força de segurança pediu ao Ministério da Administração Interna para avançar com um "projeto-piloto" de utilização de pequenas câmaras de filmar - que se prendem no ombro dos agentes - nos patrulhamentos da divisão da Amadora.

Dois anos depois, a autorização ainda não chegou e o equipamento está a "ganhar pó" nos armazéns da PSP, atrasando este projeto inovador. Questionado diversas vezes pelo DN no último mês, o gabinete do ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, não dá explicações. Em janeiro deste ano tinha dito que estava "em fase de conclusão".

Ler mais

Exclusivos