Premium Fred Ferreira: "Rock 'n' roll é fazer o que gostas, ter filhos, dormir em casa"

Estreou-se entre amigos, nos Yellow W. Van, recusou um lugar ao lado de David Fonseca e seguiu o seu caminho. Já foi dos Buraka Som Sistema e da Banda do Mar, acompanha Sam the Kid e Slow J, mas também a fadista Raquel Tavares e os rockeiros Dapunksportif, mas só quando os seus Orelha Negra lhe deixam tempo livre.

Nasceu com ADN de realeza de rock 'n' roll, ou não fosse filho de Kalú, o homem da bateria dos Xutos & Pontapés, e cumpriu o ditado popular que assegura que quem sai aos seus não degenera. Hoje, a chegar aos 40, Fred Ferreira há muito que trocou o estatuto de filho de... para ser um dos mais requisitados músicos nacionais.

A primeira banda foi com um primo, seguiu para os Yellow W. Van e depois para os Buraka Som Sistema. Há quase dez anos, ao lado de Sam the Kid, com quem já tinha tocado em Pratica(mente), fundou os Orelha Negra e hoje, mantém um estúdio em que até o número da porta tem história - 530, o 5-30 com que Carlão (ex-Da Weasel) batizou um dos seus discos a solo. Para futuro? Espera ter tempo para gravar o seu primeiro solo, para uma mix tape dos seus Orelha e para continuar a recente aposta em música para publicidade.

Ler mais

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG