Premium "Há uma revolução"

Para quem como eu era uma criança no 25 de Abril, a vida confunde-se com a história da democracia. Impossível imaginar-me a crescer no país que ficou para trás, antes da frase que me acordou.

Há tantos anos a escrever em revistas e jornais, tantos anos desde ter 10 anos e ser um dia de abril e de escola - era quinta-feira -- e acordar com a minha mãe a dizer "há uma revolução" e não me lembrar se alguma vez o escrevi.

Sobre o 25 de Abril escrevi muito, claro. E sobre a democracia, sobre ser absoluta e rotundamente falso que nos tenha falhado -com números e dados sobre as conquistas destas décadas, de como um país miserável com mortalidade infantil terceiro-mundista (hoje entre as 10 menores do mundo), analfabetismo superior a 20% e grande parte da população sem saneamento básico, água canalizada ou eletricidade conseguiu em poucos anos superar o seu atraso, ombreando com os mais desenvolvidos. De como isso nos deve orgulhar. De como é ridículo haver quem diga "antes vivia-se melhor".

Ler mais

Exclusivos

Premium

Ricardo Paes Mamede

Benefícios fiscais para quê e para quem

São mais de 500 os benefícios fiscais existentes em Portugal. Esta é uma das conclusões do relatório do Grupo de Trabalho para o Estudo dos Benefícios Fiscais (GTEBF), tornado público na semana passada. O número impressiona por uma razão óbvia: um benefício fiscal é uma excepção às regras gerais sobre o pagamento de impostos. Meio milhar de casos soa mais a regra do que a excepção. Mas este é apenas um dos alertas que emergem do documento.

Premium

educação

O que há de fascinante na Matemática que os fez segui-la no ensino superior

Para Henrique e Rafael, os números chegaram antes das letras e, por isso, decidiram que era Matemática que seguiriam na universidade, como alunos do Instituto Superior Técnico de Lisboa. No dia em que milhares de alunos realizam o exame de Matemática A, estes jovens mostram como uma área com tão fracos resultados escolares pode, afinal, ser entusiasmante.