Premium O diabo à espreita

Se imaginarmos que Belzebu pode assumir diferentes configurações e estados da arte, aquele de que falamos neste texto pouco ou nada terá que ver com o que ficou colado a Pedro Passos Coelho, por uma frase que ele nunca terá dito, mas da qual nunca se conseguiu verdadeiramente livrar.

Passos terá imaginado um diabo diferente, que espreitava atrás da porta da geringonça, à espera que a estratégia de reposição de rendimentos falhasse redondamente. Um belzebu mais rápido e ágil, capaz de criar o caos económico e de fazer que o país suspirasse pelo centro-direita para o salvar.

Ler mais

Exclusivos