Neymar aquece última semana do mercado de transferências

2 de setembro é a data-limite para negociar jogadores. Com o mercado inglês fechado, a atividade está mais limitada, mas a estrela brasileira continua na ordem do dia por causa de uma "luta" entre o PSG e o Barcelona. Entre as várias indefinições para estes últimos dias há dois portugueses que estão na expectativa: André Silva e João Mário.

A uma semana para encerrar o mercado de transferências nos principais campeonatos da Europa, a novela em torno de Neymar promete continuar bem quentinha até aos últimos momentos da janela, que encerra no final do dia 2 de setembro.

O avançado não foi convocado pelo treinador Thomas Tuchel para o jogo deste domingo em que o Paris Saint-Germain recebeu o Toulouse, o que alimenta ainda mais a perspetiva de estar iminente a saída do brasileiro. Depois de se ter falado de Real Madrid e Juventus, o Barcelona parece ser, neste momento, a única via aberta para o internacional brasileiro, que surpreendeu no início deste verão quando assumiu a vontade de deixar o PSG.

Já várias ofertas foram feitas pelos dirigentes do Barça para contratar Neymar. Foram mesmo colocados em cima da mesa Phillipe Coutinho - que entretanto rumou ao Bayern Munique - e Rakitic como moedas de troca. Os parisienses responderam com uma contraproposta de cem milhões de euros mais Dembelé e Nélson Semedo. Mas o acordo esteve longe de ser alcançado... afinal trata-se de um jogador que há dois anos levou o PSG a pagar 222 milhões de euros ao Barcelona, naquela que é a maior transferência da história do futebol.

As duas últimas propostas milionárias recusadas pelo clube francês foram de empréstimo com opção de compra obrigatória, uma contemplava que o Barça pagasse 140 milhões de euros em 2020 e a outra cifrava-se em 170 milhões de euros em 2021.

Neste domingo, o jornal francês Le Parisien avançava com a notícia de que a chave para a conclusão do processo Neymar está em Ousmane Dembelé, jovem extremo que caiu em desgraça em Barcelona devido ao seu comportamento pouco profissional. De acordo com aquele jornal, os dirigentes do clube catalão preparam-se para oferecer 40 milhões de euros pelo empréstimo de Neymar, com uma cláusula de compra obrigatória de 170 milhões de euros, mais a cedência de Dembelé, que com a chegada do brasileiro ao Camp Nou perderia ainda mais espaço na equipa treinada por Ernesto Valverde.

Recorde de João Félix resiste e olhos no PSG

Com o mercado inglês fechado desde o dia 8 de agosto, não se perspetivam outras transferências milionárias que possam bater o recorde estabelecido por João Félix nesta janela de mercado, por quem o Atlético de Madrid pagou 126 milhões de euros ao Benfica. Até agora, só Antoine Griezmann (120 milhões de euros) e Eden Hazard (100) se aproximaram do jovem avançado português.

Assim sendo, o único jogador que pode entrar diretamente para o primeiro lugar deste ranking de verão é mesmo... Neymar.

Nestes últimos dias de mercado, os olhos estarão centrados no Paris Saint-Germain, pois a provável saída da estrela brasileira poderá dar origem a uma oferta de 110 milhões de euros por Wilfried Zaha, avançado costa-marfinense do Crystal Palace. Mas além disso deverá ainda estar por horas a chegada do guarda-redes costa-riquenho Keylor Navas, que deixará o Real Madrid face ao pouco espaço num plantel que conta com o belga Courtois.

Outro jogador que tarda em ver a sua situação resolvida é o avançado chileno Alexis Sánchez, que não faz parte dos planos do Manchester United. Há alguns dias que se fala do seu empréstimo ao Inter Milão, mas a verdade é que este é um processo que ainda não tem fim à vista. Não seria de estranhar que, por estes dias, aparecessem mais interessados num jogador, de 30 anos, que em 2018 custou 34 milhões de euros aos red devils, então treinados por José Mourinho, mas que nunca se conseguiu impor em Old Trafford,

As páginas dos jornais em Itália têm sido dominadas pelo conflito que envolve o goleador argentino Mauro Icardi e o Inter Milão. O jogador não faz parte dos planos do treinador Antonio Conte, que recebeu recentemente o belga Romelu Lukaku, proveniente do Manchester United. Após várias possibilidades que caíram por terra, Icardi acabou por ser inscrito na liga italiana, o que não impedirá que ainda possa deixar os nerazzurri nestes últimos dias de mercado.

André Silva e João Mário à espera de colocação

Em relação aos jogadores portugueses, há dois casos a seguir com atenção: João Mário e André Silva. Ambos estão fora das contas de Inter Milão e AC Milan, respetivamente, para esta época, procurando por isso colocação num clube onde possam ser utilizados com regularidade, por forma a entrarem nas contas do selecionador nacional Fernando Santos. É que no verão do próximo ano realiza-se a fase final do Euro 2020.

Os dois internacionais portugueses têm sido associados ao interesse do Sporting nos últimos dias, embora se trate de jogadores com salários incomportáveis para os clubes portugueses.

André Silva, que na época passada esteve cedido ao Sevilha, esteve na iminência de assinar pelo Mónaco, mas exigências financeiras de última hora impediram a concretização da transferência, pelo que neste momento, além do Sporting, o Valência poderá ser uma solução para o avançado formado no FC Porto.

Quanto a João Mário, tem como interessados, além do Sporting, Mónaco e Sevilha, depois de já ter sido noticiado como alvo dos turcos do Galatasaray, mas também dos alemães do Bayer Leverkusen e do RB Leipzig.

Para estes dois futebolistas portugueses esta semana será de alta tensão, uma vez que eles serão os principais interessados em jogar com regularidade no decorrer desta época, sobretudo depois de uma temporada 2018-19 que também não lhes correu da melhor forma.

Bas Dost e um Sporting indefinido

Na Liga portuguesa é o Sporting que conta com mais indefinições à partida para esta última semana de mercado. Resolvida a transferência de Bas Dost para o Eintracht Frankfurt, o adeus do goleador holandês a Alvalade abre uma vaga no ataque, tendo o treinador Marcel Keizer já avisado que o Sporting não pode contratar um avançado qualquer. Para já, André Silva é um dos nomes na lista dos leões, resta saber da capacidade da SAD em consumar o negócio, ainda que possa ser por empréstimo.

Além de Bas Dost, há sempre a possibilidade de Bruno Fernandes deixar Alvalade nas últimas horas do mercado, embora esta seja, neste momento, uma hipótese remota, sobretudo depois de ter encerrado o mercado inglês. Ainda assim, a imprensa italiana fala do interesse do Inter Milão, colocando a hipótese de João Mário ser envolvido como moeda de troca.

Quanto a Benfica e FC Porto, os plantéis parecem praticamente definidos, pelo que só um negócio de oportunidade de última hora poderia fazer chegar aos dois clubes algum reforço. As atenções dos dois rivais estão mais centradas na colocação de jogadores excedentários, sendo Fejsa, Franco Cervi e Zivkovic jogadores que podem rumar a outras paragens, uma vez que não têm entrado nas opções do treinador Bruno Lage.

Enquanto isso, no Dragão, Aboubakar, Mbemba, Yordán Osório ou Diogo Queirós podem ter as portas abertas para que possam ter mais minutos ao longo da temporada.