Premium Pouca terra, pouca terra. CDS quer concessionar serviços da CP

Centristas apontam alternativa ao estado das coisas: concessionar a privados determinadas partes sem privatizar a empresa. E recusam responsabilidades de governo anterior e administração.

O comboio anda degradado, chega atrasado, quando não é suprimido, e em dias de muito calor o ar condicionado estoura e foi por isto que o CDS o apanhou, já em andamento, para melhor chegar à estação das críticas ao governo socialista. Os centristas apontam uma alternativa ao estado das coisas: concessionar a privados determinados serviços.

Dirigentes e deputados do partido embarcaram nesta semana em vários itinerários pelo país para demonstrar sobre carris o "colapso" a que chegou a CP. À esquerda, PCP, BE e PEV acusam os centristas de oportunismo da parte de quem esteve antes no governo e contribuiu para a atual situação de rutura.

Ler mais

Exclusivos

Premium

adoção

Técnicos e juízes receiam ataques pelas suas decisões

É procurador no Tribunal de Cascais há 25 anos. Escolheu sempre a área de família e menores. Hoje ainda se choca com o facto de ser uma das áreas da sociedade em que não se investe muito, quer em meios quer em estratégia. Por isso, defende que ainda há situações em que o Estado deveria intervir, outras que deveriam mudar. Tudo pelo superior interesse da criança.