Premium Luka Modric assinala o fim de uma era no futebol mundial (ou apenas uma pausa?)

Médio croata ganhou o prémio The Best, da FIFA, e pôs fim a uma década de duopólio entre Cristiano Ronaldo e Lionel Messi - que não foram à cerimónia.

O mundo do futebol reclamava um novo rosto para o seu trono. Era um sentimento crescente entre aqueles que o alimentam, nas conversas que proliferam em redor do jogo. Uma década de duopólio entre Cristiano Ronaldo e Lionel Messi, que dividiram entre si todos os prémios de melhor do mundo nos últimos dez anos, começava a sufocar o ambiente futebolístico, sedento de reconhecimento para "novos" protagonistas. Em ano de Campeonato do Mundo, o pretexto estava encontrado. E dele emergiu a figura de Luka Modric, consagrado nesta segunda-feira como o novo rei do futebol mundial, na gala da FIFA que atribuiu ao médio croata o prémio The Best da temporada 2017-18.

A eleição de Modric - que ganhou com 29,05% dos votos, contra 19,08% de Ronaldo e 11,23% de Salah - marca sobretudo isso: o fim de uma era sem precedentes. Nunca o futebol tinha conhecido um domínio tão intenso por parte de dois dos seus intérpretes quanto aquele que Ronaldo e Messi perpetuaram desde 2008 até agora. Curiosamente, o lançamento de uma nova ordem no universo do futebol não chega ainda por um dos promissores rostos da nova geração, como o francês Kylian Mbappé ou o brasileiro Neymar, mas antes por um veterano médio que até aqui tinha vivido na sombra dos dois gigantes da última década.

Ler mais

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG