Premium Aconteceu em 1967 - Resposta israelita ao Egito destrói refinarias do Suez

Rescaldo da Guerra dos Seis Dias traduziu-se na continuidade do conflito armado entre os dois países.

A vitória de Israel na Guerra dos Seis dias - entre 5 e 10 de junho de 1967 - deixou a península egípcia do Sinai, até à margem oriental do canal de Suez, sob ocupação israelita. Mas o Egito não desistiu de recuperar o Sinai e ao mesmo tempo minimizar a derrota dos países árabes no conflito. Assim, nos meses seguintes, os confrontos militares foram-se intensificando. Até que a 21 de outubro de 1967 barcos e lança-mísseis egípcios afundaram o contratorpedeiro israelita INS Eilath. Quatro dias depois, a 25 de outubro, Israel dava a resposta e bombardeava o porto do Suez, deixando duas importantes refinarias em chamas.

Desse ataque dá conta o DN em letras garrafais na primeira página. "Um sabor de represália", lia-se na capa, ao mesmo tempo que se chamava a atenção para o "rude golpe na economia egípcia", já que pelas duas refinarias passava "75% do petróleo da RAU" (República Árabe Unida - Egito e Síria).

Ler mais

Exclusivos