Aconteceu em 1947 - Campeões do Mundo de "Oquei em Patins"

Jogava-se o III Campeonato do Mundo, o XIII da Europa de Hóquei em Patins, ou "Oquei em Patins" se respeitarmos a grafia de 24 de maio de 1947.

Três golos sem resposta a Inglaterra, numa altura em que o título até já estava garantido, mas que assegurou o mais "convincente" dos desfechos para a competição. Bélgica e Espanha, depois de respetivamente derrotarem Suíça e Itália, fecharam o pódio da prova que no seu dia decisivo contou com a presença de membros dos governos de todas as nações envolvidas.

À época, só dois países tinham conquistado o maior dos títulos da modalidade, precisamente Portugal e Inglaterra com a vantagem nos confrontos diretos a estar do lado dos ingleses que nesse dia somaram a sua primeira derrota frente à equipa nacional num jogo "de qualidade superior", dizia o DN.

Do lado de Portugal, em campo estava uma das maiores figuras da história do desporto nacional, o sportinguista António Jesus Correia, hoquista profissional, mas também membro da mais famosa das equipas do clube. Campeão do Mundo de Hóquei em Patins, mas também um dos Cinco Violinos, os que venceram sete campeonatos nacionais e três Taças de Portugal.

Exclusivos

Premium

Alentejo

Clínicos gerais mantêm a urgência de pediatria aberta. "É como ir ao mecânico ali à igreja"

No hospital de Santiago do Cacém só há um pediatra no quadro e em idade de reforma. As urgências são asseguradas por este, um tarefeiro, clínicos gerais e médicos sem especialidade. Quando não estão, os doentes têm de fazer cem quilómetros para se dirigirem a outra unidade de saúde. O Alentejo é a região do país com menos pediatras, 38, segundo dados do ministério da Saúde, que desde o início do ano já gastou mais de 800 mil euros em tarefeiros para a pediatria.