Premium Os jogadores com mais títulos e onde ficam Ronaldo e Baía nesta lista

O brasileiro Dani Alves somou neste fim de semana pelo PSG o 39.º troféu da sua carreira. Vítor Baía, com 35, está no top 5, mas Ronaldo ainda não entrou nos dez futebolistas mais titulados do mundo.

O Paris Saint-Germain e a Juventus sagraram-se neste fim de semana campeões nas respetivas ligas e permitiram a Dani Alves e a Cristiano Ronaldo aumentarem a sua conta pessoal de títulos. Nesta contabilidade particular, de troféus conquistados, o internacional brasileiro continua a ser o futebolista mais titulado do mundo, com um total de 39 troféus (só são contabilizados para este ranking as taças a nível profissional). Isto numa lista em que no top 10 aparecem dois portugueses: Vítor Baía e Ronaldo.

Dani Alves continua a fazer história aos 35 anos. E neste fim de semana conquistou o 39.º título da carreira, com a conquista do campeonato francês pelo Paris Saint-Germain (quando a equipa entrou em campo frente ao Mónaco já tinha o troféu no bolso, fruto do empate do Lille com o Toulouse horas antes). A festa foi consumada com um triunfo sobre o Mónaco de Leonardo Jardim (3-1)

Ler mais

Exclusivos

Premium

Nuno Severiano Teixeira

"O soldado Milhões é um símbolo da capacidade heroica" portuguesa

Entrevista a Nuno Severiano Teixeira, professor catedrático na Universidade Nova de Lisboa e antigo ministro da Defesa. O autor de The Portuguese at War, um livro agora editado exclusivamente em Inglaterra a pedido da Sussex Academic Press, fala da história militar do país e da evolução tremenda das nossas Forças Armadas desde a chegada da democracia.

Premium

Ferreira Fernandes

A angústia de um espanhol no momento do referendo

Fernando Rosales, vou começar a inventá-lo, nasceu em Saucelle, numa margem do rio Douro. Se fosse na outra, seria português. Assim, é espanhol. Prossigo a invenção, verdadeira: era garoto, os seus pais levaram-no de férias a Barcelona. Foram ver um parque. Logo ficou com um daqueles nomes que se transformam no trenó Rosebud das nossas vidas: Parque Güell. Na verdade, saberia só mais tarde, era Barcelona, toda ela.